4 months ago

8# Crônica Social - Pela metade

Após tanto tempo desejando o retorno do filho encarcerado ao conforto do lar, eis que ele voltou. Livre e tuberculoso, no leito de morte. Livre para morrer preso à maca do hospital. Não importa o quanto tivesse errado, era seu filho e estaria com ele até o último segundo, custe o que custasse. Prometeu a ele que dali não sairia até que ele pudesse retornar para casa. Mas no fundo sabia que ele não voltaria mais.

No meio da tarde veio a inesperada notícia: duas filhas presas por tráfico e seus netos estavam no conselho tutelar correndo o risco de acolhimento institucional emergencial.No fim da mesma tarde a não tão inesperada notícia: seu filho veio a óbito e suas netas estavam órfãs, correndo tantos riscos que ainda eram impossíveis de se calcular.

Naquela noite não dormiu, estupefata por metade de si mesma ter sido extirpada da sua vida num único e pavoroso dia. Metade da sua história tornou-se um borrão, como se nunca houvesse existido, porém deixando a saudade intensa e dolorida de todas as coisas que foram, e das que poderiam ter sido.

No meio da tarde seguinte veio a inesperada notícia: a nora e as netas viriam morar no imóvel dos fundos do terreno. E no fim da mesma tarde a não tão inesperada notícia: o conselho tutelar concedeu a ela a guarda dos netos até que suas genitoras pudessem retornar ao lar.

img
imagem

Naquela noite não dormiu, estupefata por metade de si mesma ter sido devolvida à sua vida num único e inesquecível dia. Metade da sua história voltou a existir, como se nunca houvesse deixado de ter existido. Porém, trazendo consigo a mistura intensa e colorida de todas as coisas que foram, e de todas as que ainda haverão de ser.

Esse post é de uma série de crônicas que decidi escrever, baseadas em fatos da vida real, os quais foram extraídos do meu cotidiano e da minha experiência com famílias em situação de vulnerabilidade social e violações de direitos.

  • 2Upvotes
  • $0.07Reward
  • 2Comments

Comments

You can login with your Steem account using secure Steemconnect and interact with this blog. You would be able to comment and vote on this article and other comments.

Reply

No comments